Notícias Opiniões Segurança Moto Clubes Pilotos Eventos Desporto Esc. Condução IPO Área Reservada 
Sun, 19 Sep 2021
Entrada
Atrelados
Automóveis
Bicicletas
Motos
Viaturas Usadas
Emprego
Campeonato Open Velocidade
 
 
Luís Carreira renova título nacional das Stocksport 1000

Circuito de Braga 3 Motociclismo – 10 e 11 de Outubro

Luís Carreira renovou o título nacional de motociclismo de velocidade na Categoria Stocksport 1000, depois da derradeira jornada do ano, disputada no Circuito Vasco Sameiro em dia de eleições autárquicas, em mais uma organização do Clube Automóvel do Minho.

Mas a terceira visita do ano da caravana do motociclismo de velocidade nacional a Braga, ditou ainda outros campeões: Fábio Lopes no Campeonato Open 85cc, Hélder Bessa, no Troféu 85cc, David Ferreira, na Copa Cool, Adrian Ermida, na Categoria C1 do Troféu de Motas Clássicas, e Nuno Nogueira no Troféu Promomoto 600.

Na primeira corrida da classe StockSport 1000, José Leite impôs-se com autoridade, cortando a meta com cerca de quatro segundos de vantagem sobre Luís Carreira. Nos primeiros instantes da prova, Rui Reigoto ainda liderou, mas cedo cedeu a primeira posição a Leite que foi para a frente e não mais largou o comando. Carreira foi sempre um descansado segundo classificado, olhando para o título que estava à sua mercê, visto ser necessário apenas terminar em sexto para o conseguir. Tiago Dias fechou as presenças no pódio, posição a que chegou à quarta volta. Quanto a Reigoto, sofreu uma queda a uma volta do final e terminou em sétimo.

Na segunda corrida, José Leite voltou a não dar hipóteses à concorrência e assinou o seu segundo triunfo do dia numa prestação sem erros, comandando da primeira à última volta. O piloto de Cerveira conseguiu ainda o segundo lugar na classificação final do campeonato. Luís Carreira, já com o título no bolso, foi de novo segundo, enquanto Tiago Dias voltou a terminar no terceiro lugar.

André Carvalho mostrou porque já era o detentor do título nacional na classe StockSport 600 à entrada para esta prova de Braga e venceu sem grandes problemas esta prova de fecho de temporada. Depois da “pole-position” nos treinos, liderou da primeira à última volta. Tiago Magalhães e Nuno Cachada lutaram até ao fim pelo segundo lugar, trocando de posição entre eles algumas vezes, mas no final foi Magalhães a levar a melhor sobre o seu adversário directo que teve que se contentar com o terceiro lugar.

Eusébio Nogueira venceu com autoridade a prova do Troféu Promomoto 1000. Arrancando na segunda posição da grelha, rapidamente se colocou na frente da corrida, não perdendo a posição até final. Sandro Carvalho foi segundo, lugar onde andou de início a fim, enquanto Paulo Brandão fechou as presenças no pódio, depois de se fixar no lugar na sétima volta. Tiago Araújo, já vencedor deste Troféu, não alinhou.

No Troféu Promomoto 600, Miguel Martins foi no vencedor, mas isso não impediu que Nuno Nogueira, terceiro classificado, levasse o Troféu final. Este último começou por liderar nas primeiras cinco voltas, mas perdeu a posição para Martins, que nunca mais largou o comando até final. Romeu Leite ainda subiu a segundo a cinco voltas do final, posição por onde passou também Miguel Vilares que desistiu após queda.

Muito animada foi a corrida do Campeonato Open 85cc, que junta também os interessados no Troféu Open 85cc, e Copa Cool, Estavam e disputa os títulos e ao longo das setes voltas foram quatro os pilotos que passarem pelo comando. Angel Outerelo, foi o primeiro, mas Ivo Lopes passou para a liderança logo na segunda volta. Mais tarde, Romeu Leite e Hélder Bessa também rodaram em primeiro, mas Ivo Lopes deu o tudo por tudo e venceu a corrida. Romeu Leite acabou por ser segundo e Hélder Bessa, o terceiro. Em termos de campeonato 85 cc, Apesar do triunfo, Ivo Lopes perdeu o título para Fábio Lopes, segundo da categoria, por escassos 3 pontos. No Troféu 85, o ceptro foi para Hélder Bessa, enquanto na Copa Cool, David Ferreira venceu a sua categoria nesta prova e levou o título.

Osvaldo Garcia foi o vencedor da corrida do Troféu de Motas Clássicas, disputada no sábado, numa prova onde o primeiro a cortar a meta foi Pedro Lopes. No entanto, este apenas alinhou para testar uma mota e não fez parte da classificação final. Assim, Garcia esteve sempre no comando das operações, ele que é o detentor do titulo na Categoria C3. A segunda posição ficou nas mãos de Adrian Ermida, que assim conseguiu o ceptro na Categoria C1, a única onde o campeão não era conhecido. Javier Lopes fechou as presenças no pódio, lugar por onde passou João Leandro até à segunda volta.

Este levou a melhor na Categoria C2, foi quarto da geral, na frente de Joaquim Boavida, que já era campeão da C2, à entrada para esta derradeira prova.

Clube Automóvel do Minho, 2009-10-11
 
Pesquisar
Galerias
Freestyle Motocross Cidade Lisboa 2005
Várias Galerias
Lisboa Down Town 2005
Tiago Monteiro
PT Rally de Portugal
Lisboa Down Town
Dakar 2005
Trial Indoor 2005

W e b - d e s i g n


  A informação disponibilizada é de carácter informativo. Não tem a pretensão de ser exaustiva nem completa.
Não nos responsabilizamos por qualquer tipo de incorrecção, embora tenhamos a preocupação de ter a informação o mais correcta possível.